Morphy usa Kinect para criar piano interativo

Quem visitar a árvore de Natal do Shopping Pátio Paulista deste ano poderá sentir-se um pouco dentro do filme “Quero Ser Grande (Big – 1988)”, no qual o protagonista vivido por Tom Hanks toca com os pés um piano gigante instalado no chão da loja de brinquedos FAO Schwarz, em Nova York.

Toda a estrutura onde fica a árvore de Natal e onde o Papai Noel recebe os pedidos das crianças foi construído sobre uma base em forma de piano de cauda, que tem suas teclas disponíveis para as pessoas tocarem usando os pés, como acontece no filme.

A diferença principal é que este piano do Shopping Pátio Paulista utiliza os sensores de movimento do Kinect, mesmo dos jogos do Xbox 360, para mapear o corpo de quem estiver em frente ao piano e para acionar as teclas virtuais quando as respectivas teclas marcadas no chão forem pisadas.

O teclado, impresso sobre uma fina estrutura de fórmica no chão do shopping, tem aproxidamente 6 metros de comprimento e corresponde as quatro primeiras oitavas (conjunto de 7 teclas) de um piano moderno. Ao todo oito pessoas podem tocar o piano ao mesmo tempo, acionando as teclas que estiverem a sua frente ou caminhando sobre elas.

O projeto cenográfico foi desenvolvido pela empresa Thematic, de Valinhas (SP), e a tecnologia usada no piano interativo ficou a cargo da Morphy, de Blumenau (SC), que utilizou na instalação quatro computadores ligados cada um a uma câmera do Kinect responsável por capturar os movimentos de cada oitava do piano. “Este é um projeto inovador por tornar possível a instalação de um piano interativo sem utilizar sensores físicos nas teclas, como foi feito no piano da FAO Schwarz”, comenta o diretor executivo da Morphy, Marlon Souza.

Para a diretora da Thematic, Silvia Doreto, “Uma nova era de instalações de Natal muito mais interativas se abre com o uso de tecnologias como esta e já começamos a planejar junto com a Morphy as novidades para o Natal de 2012”.

Sacolas de lixo diferentes para Auckland

Cidade de Auckland, Nova Zelândia. Problema: Muitos e muitos sacos de lixo poluindo o visual da cidade.

Solução: Sacolas de lixo coloridas

No último mês de dezembro a prefeitura de Auckland passou a distribuir sacos de lixo decorativos para os moradores, a fim de contornar a agressividade do visual das ruas que abrigam os sacos de lixo ainda não recolhidos. A ideia faz parte da ação “Embeleze sua Cidade”, criada pela agência criativa Colenso BBDO especialmente para a cidade.

É melhor reduzir esses resíduos, mas convenhamos que uma corzinha faz diferença.