Deixe um Comentário

Os campos com * são obrigatórios. Seu e-mail não será divulgado.
  1. Não tenho muito contra a nova logo, só que ela passa a sensação de algo inacabado, parece que a pessoa que a fez estava atrasada ou próxima do termino do horário de expediente e fez as pressas, falto um refinamento, e como a fonte é a principal parte da logo deveriam ter usado ou criado uma mais moderna e com características que saísse um pouco das fontes tradicionais para diferenciar, e com um toque de cinza na fonte ao invés do preto absoluto faria com que ficasse ainda mais moderna.

  2. Realmente, esse negócio de fazer trapalhadas com a identidade visual e depois lançar um “concurso” ou então pedir sugestões de identidade aos consumidores piora ainda mais a situação da empresa porque mostra uma incapacidade de inovação da empresa e corta todo aquele clima da espectativa de um novo conceito de marca bem fundamentado.

    Um bom case de mudança radical na marca mas que deu muito certo foi a FIAT que antes de transformar a identidade visual, realizaram todo um processo de mudança de opinião dos consumidores sobre os carros deles colocando novos modelos nas ruas, modelos com design mais trabalhado e conceitual pra depois de estar “bem vista”pelos consumidores, mudar a marca pra essa nova versão vermelha que agente conhece.
    Muito bacana o post Raquel :)

  3. Acabei de criar um logo ma-ra-vi-lho-so para a marca do meu coração: GAP! Como posso entrar em contato com a direção? Raquel, seu comentário está mt inteligente! Parabens!!!!! Klebia

  4. Olá Klébia, obrigada pelo seu comentário.

    Logo depois da represália na web, a Gap cancelou o crowdsourcing e retornou ao seu antigo logotipo.